Top 10: Jogos que mereciam remake! (pt4)

8 06 2009

Finalmente, mais uma lista chega ao fim. Talvez, mais do que a anterior, essa tenha despertado maior vontade de jogar novamente os títulos mencionados, tanto na gente, que escreveu, quanto em quem leu (julgo pelos comentários – principalmente na Wiibr!). Star Control 2, que entrou de última hora no lugar de Battletoads, deixou muitas saudades, Road Rash foi inesquecível pra todo mundo que jogou, seja brigando em família pelo controle ou ensaiando com sua banda imaginária ouvindo a trilha sonora.

Ainda assim, como sempre, ainda outros títulos ficaram de fora, deixando até mesmo a gente, que fez a escolha, chateados, então, como de costume, vamos começar o último post pelas menções honrosas antes de entregar o ouro pra todos os leitores curiosos!

Menções honrosas:

Actraiser 1 (SNES)
Alex Kidd in the Miracle World (Master System)
Alien vs Predator (Jaguar)
Battletoads (NES)
California Games (Master System)
Demon’s Crest (SNES)
Equinox (SNES)
Kid Chameleon (Mega Drive)
Pitfall! (Atari)
River City Ransom (NES)
Shatterhand (SNES)
Shinobi (Mega Drive)
Skate or Die (NES)
Smash TV (NES)
Solstice (NES)
Strider (Mega Drive)
Sunset Riders (SNES)
Trojan (Arcade)
X-com: Enemy Unknown (PC)
Zone of Enders: The Second Runner (Playstation 2)

Bom, com isso fora do caminho, sobra agora anunciar nosso primeiro lugar, que é:

1 – Policenauts (PC 98, Saturn, 3DO, Playstation 1)

CaseFront.jpg

E aí está o vencedor deste nosso Top 10. Acreditem se quiser, mas a escolha deste jogo foi bastante fácil, não houve muita discussão entre eu e n0153 para que decretassemos Policenauts como o jogo que mais merece um remake, e as razões para isso são inúmeras.

Escrito e dirigido por ninguém menos que Hideo Kojima, foi lançado em 1994 inicialmente para o computador PC-9821 da NEC, tendo sido lançado posteriormente para 3DO, Playstation e Saturn. Divulgado na época de seu lançamento como a continuação de Snatcher, Policenauts trás um estilo de jogo bastante semelhante ao seu antecessor, sendo um adventure com uma interface point and click, onde é possivel analisar os objetos e ambientes e interagir com os personagens. Existem também cenas de ação bastante parecidas com as de tiro que ocorrem em Snatcher, estas porém, foram remodeladas e muito melhor executadas.

A história, como já poderia se esperar de Kojima, é excelente. Tudo começa no ano de 2010 onde a raça humana acaba de construir sua primeira colonia espacial, Beyond Coast. Com o crescimento da colonia é necessaria uma força policial para realizar a proteção da mesma. Para isso são selecionados 5 policiais da terra; Gatse Becker, Joseph Tokugawa, Salvatore Toscanini, Ed Brown e Johnatan Ingram e assim nascem os Policenauts. Em um procedimento de rotina, Johnatan encontra alguns problemas com seu traje espacial e em um acidente bizarro é perdido no espaço e dado como morto. Milagrosamente 25 anos depois ele é encontrado com sua aparência física inalterada, aparentando ter os mesmos 28 anos, mesmo agora com 55.

Após voltar a vida, Johnatan, agora com fobia do espaço, leva uma vida normal na terra e trabalha como investigador. Um dia recebe uma visita inusitada de uma potencial cliente, Lorraine, sua ex-mulher, hoje casada com outro homem e com uma filha. Ela pede a Johnatan que a ajude com o caso do sumiço de seu marido, pedido o qual é recusado. Ao tentar deixar o local, o carro de Lorraine explode, e Johnatan sem sucesso tenta perseguir o suspeito. Após voltar ao local do crime, Lorraine pede novamente para que ele encontre seu marido e cuide de sua filha Karen. Então, decidido a realizar seu último desejo, ele volta a Beyond Coast, e assim a aventura começa.

Os gráficos assim como em Snatcher, são todos desenhados a mão em estilo Anime, porém a qualidade é infinitamente superior, com destaque principal as animações, sendo que muitas são em Full Motion Video, e podem acreditar, não há sequer uma cena ruim no jogo inteiro. Como já é de praxe nos jogos de Kojima, a história e seu desenrolar, como sempre, são bastante complexos, os temas são bastante variados e há muita profundidade nos assuntos abordados. Os detalhes neste jogo são tantos que em uma única gameplay é impossível ter acesso a tudo o que o jogo oferece e a sensação de imersão é tanta, que
As vezes te faz pensar que todo aquele universo realmente existe.

A construção dos personagens também é fabulosa, e é possível perceber personalidades bem marcantes em cada um deles, o trabalho de dublagem de vozes também é muito bem executado, assim como em todos os jogos dirigidos por Kojima, o compromisso com a qualidade é sempre altíssimo. Policenauts aliás, é considerado pelo próprio Hideo como seu melhor trabalho já feito até hoje, e visto o nível de exigência e comprometimento dele com seus títulos é de se imaginar a qualidade deste jogo.

Com tantas qualidades, é quase impossível imaginar o por que de um jogo como Policenauts merecer um remake, visto que este é um jogo praticamente perfeito em sua proposta. Pois bem, há apenas um simples fato a se esclarecer… O jogo nunca foi lançado fora do japão e não possui tradução em outra língua, apesar de uma versão americana do jogo ter sido anúnciada para o Saturn em 96, porém esta foi cancelada. Sim, é possível jogar sem ter conhecimento da língua japonesa, é possível até mesmo terminar o jogo sem muitos problemas, mas convenhamos… Terminar um jogo de Hideo Kojima, sem saber as nuances da história e sem ter total entendimento da trama é no mínimo um pecado.

Os pedidos dos fãs ocidentais para o lançamento de uma versão em inglês para a Konami são muitos, e até hoje nunca foram ouvidos, mas o interesse pelo jogo e a qualidade do mesmo é tanta, que um grupo de fãs está desde 2002 trabalhando na tradução do jogo para disponibiliza-lo a todos os que até hoje não tiveram a oportunidade de jogar ou então de entende-lo completamente. O não lançamento de uma versão oficial do jogo nos Estados Unidos é incompreensível e até hoje nunca houve um motivo concreto para a versão de Saturn ter sido cancelada. Alguns alegam que as baixas vendas da versão americana de Snatcher para o Sega CD colaboraram para que Policenauts não fosse lançado no ocidente, mas o fato dos 2 primeiros Metal Gears nunca terem sido lançados fora do japão até 2003 vai contra essa hipótese. E até Snatcher, um jogo de 88, teve suas versões americana e européia lançadas apenas em 94 e sem a participação de Kojima no processo.

Produzida oficialmente ou não pela Konami, Policenauts merece mais do que qualquer jogo não necessariamente um remake, mas pelo menos uma versão em que seja possível a todos terem acesso à obra que o próprio mestre Kojima intitula como seu melhor trabalho.

Bom, este é o fim de mais uma lista! Mas não fiquem tristes, no fim de semana que vem estaremos de volta com a próxima, que listará os TOP 10 JOGOS QUE NUNCA DEVERIAM TER SIDO FEITOS!

P.S.: Abaixo, as outras partes da lista.

Parte 1 – 10, 9 e 8
Parte 2 – 7, 6 e 5
Parte 3 – 4, 3 e 2


Actions

Information

8 responses

8 06 2009
Top 10: Jogos que mereciam remake! (pt1) « XMBuzz

[…] Parte 4 – 1 […]

8 06 2009
Top 10: Jogos que mereciam remake! (pt2) « XMBuzz

[…] Top 10: Jogos que mereciam remake! (pt4) « XMBuzz (00:41:10) : […]

8 06 2009
Top 10: Jogos que mereciam remake! (pt3) « XMBuzz

[…] Parte 1 – 10, 9 e 8 Parte 2 – 7, 6 e 5 Parte 4 – 1 […]

8 06 2009
Ivan

Não é MG, mas é Kojima.😛

Mas falando sério, seria uma boa mesmo conhecer essa série.

8 06 2009
[Damaged]

Zelda deveria estar nessa lista…

8 06 2009
C.P.Jr.

o lance eh, a lista nao tem jogos baseados apenas em merito, mas sim jogos q foram bons e q nos, em um momento ou outro, gostamos ou teve importancia na nossa vida e, nem eu nem o jaunzim, gostamos de zelda… : (

9 06 2009
Carlos

Shinobi apareceu nas menções honrosas e tô contente… Esses dias baixei no Wii. Agora a coleção completa do Shinobi que joguei no Mega estão no Wii… The Super Shinobi, Shadow Dancer e The Super Shinobi II.

11 06 2009
JulianW

Mas falando sério, seria uma boa mesmo conhecer essa série

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: