10 MELHORES MOTIVOS PRA SE COMPRAR UM PS3 (pt 7-10)

29 05 2009

Vocês acharam que tínhamos esquecido, mas nós estamos aqui pra provar que não! Com a enxurrada de notícias que vieram em nossa direção, cortesia de Kojima-san e alguns outros, não tivemos tempo de sentar, com calma, e continuar nossa lista de Top 10 Razões para se ter um PS3! Mas qual o que! Vamos agora à mais um motivo, e esse é dos bons.

Motivo 7

playstation-3-x-ray.jpg

Hardware Mais Resistente que a Competição

Nós todos, que, desde nossos primeiros passos, corremos atrás de Ataris, Nintendos e, para os mais jovens, Playstations e Xbox, sabemos que com todo novo lançamento, vêm uma série de problemas que parecem que nunca desaparecerão. Felizmente, com o passar do tempo, os problemas são sanados e o equipamento que você compra 3 anos depois de seu lançamento é realmente bom como o que eles começaram a mostrar 1 ano antes dele chegar ao mercado. Porém, às vezes os problemas persistem e a única coisa que você pode fazer é aumentar a garantia porque você sabe que os problemas não serão resolvidos facilmente (SIM!, Xbox360, estamos olhando para você!).

O Playstation 3, assim como todo novo equipamento eletrônico, apresentou alguns problemas, porém, a maioria, como pode-se conferir em fóruns pela internet, são de resoluções relativamente simples, são raros os casos do videogame virar peso de papel (e que peso ele seria, com seus quase 7kg). Geralmente, seus problemas são culpa do leitor de BR, uma tecnologia nova lançada com o videogame, às vezes o que ficou conhecido como YLOD ou Yellow Light of Death. Porém, excetuando-se o problema do leitor, os outros, inclusive o YLOD, são fáceis de se resolver inclusive havendo vídeos no Youtube ensinando como você pode consertar seu próprio videogame em casa.

Apesar de que, num mundo ideal, esses problemas não existiriam, eles não são grandes perturbações se você compará-los aos que assolam a concorrência, especialmente o Xbox360. O 360, como todo produto que leva o selo Microsoft, é repleto de problemas. Enquanto o videogame é, sim, bom, tem uma boa lista de jogos e algumas vantagens decorrentes de seu ano a mais no mercado, ele sofre do maior mal já conhecido entre os videogames: RRoD – Red Ring of Death também conhecido como 3RL – 3 Red Lights.

EC9F8_1.jpg

(a famigerada 3RL ou RRoD)

Os problemas denotados pelo RRoD/3RL variam, tanto em espécie quanto em seriedade, algumas vezes demoram anos pra se manifestar, às vezes, poucos meses, em alguns casos, porém, foi questão de dias. Os mais simples, são contornáveis, os mais sérios, te forçam a jogar seu videogame no lixo. Ao longo dos anos, diversos modelos de 360 foram lançados no mercado clamando dar fim aos problemas, porém foi sempre questão de tempo até que as temidas luzes voltassem a se acender e o dono do videogame começasse a derrubar lágrimas amargas novamente (atualmente há um modelo que ainda não apresentou o defeito, mas os mais céticos acreditam ser questão de tempo).

(Master Chief chora a morte de mais um 360)

(Master Chief chora a morte de um 360)

Antigamente o 360 ainda apresentava o bizarro problema de praticamente moer os discos de jogos. Você estaria jogando quando começaria a ouvir barulhos bizarros e retiraria seu dvd inutilizado do drive, um problema absurdo e tão bizarro quanto o problema que assolou alguns modelos (o Falcon), quando sua placa de vídeo simplesmente queimava.

(dvd "personalizado" por um Xbox360)

(dvd "personalizado" por um Xbox360. Seria a causa realmente apenas mover o videogame enquanto ele roda o disco? Existem controvérsias!)

O Wii é um caso à parte. O seu maior problema é o que muitos chamam de Brick, que se dá unicamente com videogames destravados e não chega a ser um defeito, mas sim uma punição. Quando você destrava seu Wii, ele passa a rodar jogos de diversas regiões, algo impossível no videogame travado, e como alguns jogos de Wii vem com updates de sistema no próprio disco, algumas vezes as imagens baixadas da internet (na melhor das hipóteses) são de regiões diferentes do console que você possui e trazem o update de outra região, o que vai bricar seu console. Explicando melhor: se você tem um console americano e baixa um jogo europeu que vem com update, ao rodar a imagem, e o update com ela, o seu videogame ‘bricka’. Assim como o problema crônico do 360, alguns bricks são reversíveis, outros não, invalidando o videogame.

O Wii, em seus primeiros lotes, apresentava um problema que originava de uma cola que, quando aquecida, derretia, o que causava pontos verdes que se assemelhavam a dead pixels a aparecer no televisor. Outro problema que eu tive com meu Wii, do primeiro lote também, me incomoda muito (e o meu, naturalmente, não é destravado). Às vezes é preciso colocar um disco (original) 2, 3, 4 vezes até que ele seja reconhecido, indicando um problema possível com o leitor. Algumas vezes ele é reconhecido, quando o jogo é iniciado, trava o videogame em uma tela preta, me forçando a desligá-lo da energia elétrica. Eu entendo que esse problema não é algo generalizado, mas, ainda assim, foi algo que me atingiu pessoalmente e não foi originado de mau uso, afinal, eu tenho e sei operar videogames desde muito cedo (mais de 25 anos de praia!).

(destavamento = possível brick)
(destavamento = possível brick)

Já meu PS3, comprei assim que lançou, em novembro de 2006, e NUNCA tive nenhum problema. As vezes que travou durante um jogo, foi culpa de um bug do próprio jogo (aponta discretamente para Assassin’s Creed na estante ao lado). Nunca tive problema de nenhuma natureza com meu PS3 e sei da existência deles apenas através de relatos de usuários, e esses relatos vão diminuindo e, hoje, trilhando o caminho para completar 3 anos de mercado, os problemas geralmente surgem em videogames mais antigos, o que é natural, mesmo que incômodo.

Enfim, enquanto todos os videogames apresentavam problemas em seus consoles iniciais, alguns foram resolvendo, outros não. O que varia, também, é a frequência com a que o problema se manifesta. Enquanto, pessoalmente, só conheço uma pessoa que tenha tido problema com seu PS3, praticamente todos os usuários de 360 que conheço tiveram problemas irreversívels com seus consoles, inclusive um amigo, que vende consoles (e possui um 360, e não um PS3) certa vez me disse que a taxa de retorno com defeito dos Xbox360 que vende é de algo em torno de 90%, algo completamente inaceitável.

(you know you can't!)
(you know you can’t! – 3RL virou piada na internet)

Sendo assim, por essas e por outras razões, o PS3 ainda é o mais robusto (leia-se o que apresenta menos problemas). Isso não quer dizer que eles não existam, apenas que são muito mais raros no console da Sony no que de seu concorrente direto, o 360, além do que, com o passar do tempo, você sabe que a empresa se compromete em corrigi-los e não apenas em aumentar sua garantia pra você pegar um novo quando o seu queimar, levando com ele sua felicidade!

P.S.: Se você quiser ler (em inglês), ou pelo menos ver as fotos engraçadas que um dono de Xbox360 fez por ocasião do enterro de seu videogame, siga esse link. É muito engraçado! The Funeral for My XBOX


Actions

Information

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: