Recomendações da PSN: The Last Guy

23 05 2009

thelastguywtf.jpg

Com tantos títulos disponíveis na PSN, pode ser difícil pra quem está comprando um Playstation 3 agora se orientar, escolher o que comprar ou deixar passar. É certo que o serviço tem sua cota de jogos fracos, mas também existem alguns clássicos que, acredito, nem todos tiveram coragem de comprar, o que pode ser o caso de The Last Guy.

A história é um tanto quanto surreal: um raio atingiu a Terra e transformou toda sua população que não estava sob um teto em zumbis (pontos positivos por “zumbis” – e por zumbis, nesse jogo, entenda todo tipo de criatura bizarra, não apenas aqueles que parecem seu vizinho velhinho do andar de cima), a outra parte que não foi atingida não pode deixar a segurança dos locais onde se escondem e cabe a você, um monge tibetano que também se transformou em zumbi (mais pontos positivos por “monge tibetano zumbi”) mas consegue controlar sua natureza por, bom… ser um monge, resgatar as pessoas usando sua capa vermelha (ainda mais pontos por “capa vermelha”) de seus esconderijos e levá-las para locais onde serão resgatadas.

the-last-guy-20080822024856731.jpg

(escape com os sobreviventes de todo tipo de criaturas bizarras)

A jogabilidade é simples e complexa ao mesmo tempo e, tenho certeza, se esse jogo tivesse sido lançado num videogame como o NES, seria um clássico eterno, daqueles que os marmanjos lembram com um sorrrisinho no canto da boca se achando melhores do que os que começaram a jogar videogame quando tudo já era ‘poligonal’. A visão é de cima pra baixo, como naqueles Smash TV antigos, e você circula por entre lugares que realmente existem, ruas de Tóquio, Newcastle, Washington, Berlim e à todo tempo parece que você está jogando usando imagens (em alta definição, claro) do Google Earth.

O que torna The Last Guy viciante é a constante corrida contra o relógio (cada tela tem um tempo limite e um número específico de pessoas que você deve salvar e algumas são bem mais cruéis que as outras) e contra os monstros para resgatar sempre o maior número possível de pessoas. Entre eles, escondidos em alguns cantos remotos, estarão alguns VIPs e resgatá-los conta mais pontos do que pessoas comuns e também existem alguns lugares que estão isolados e você só consegue quebrar as barricadas com um certo número de pessoas te seguindo, o que faz o elemento de estratégia do jogo realmente brilhar (espere em alguns momentos ter filas de mais de 1000 pessoas te seguindo pelas ruas infestadas).

À medida que você vai juntando pessoas, vai crescendo sua barra de ‘stamina’, o que lhe confere alguns comandos especiais para organizar a multidão; você pode correr mais rápido e também chamá-los todos para se concentrar num lugar só e não ficarem como uma longa fila exposta aos monstros atrás de você e, acredite, esses poderes são extremamente úteis. Espalhados pela tela existem alguns ‘power-ups’, itens que restauram sua stamina, outros que te deixam invisível e outros, bem úteis, que paralisam seus inimigos.

(itens te ajudarão em sua santa cruzada pela humanidade)

(itens te ajudarão em sua santa cruzada pela humanidade)

Sobre os inimigos é importante dizer que eles não atacam as pessoas diretamente, eles querem matar VOCÊ e basta um encontro com um deles para que seja Game Over, já sua fila, se ela for tocada por um monstro, ela se romperá e a parte que não está ligada ao seu personagem tomará abrigo nos locais mais próximos, enquanto isso pode parecer menos incômodo, imagine você levando 1000 pessoas para um ponto de resgate faltando 6 segundos para o fim de seu tempo e um zumbi miserável reduz sua fila de 1000 pessoas para apenas 18. É o suficiente pra você cair de joelhos no chão chorando “POR QUE DEUS??? POR QUEEEEE?” e, acredite, algumas vezes você vai fazer isso!

Sobros inimigos é importante dizer que eles não atacam as pessoas diretamente, eles querem matar VOCÊ e basta um encontro com um deles para que seja Game Over, já sua fila, se ela for tocada por um monstro, ela se romperá e a parte que não está ligada ao seu personagem tomará abrigo nos locais mais próximos, enquanto isso pode parecer menos incômodo, imagine você levando 1000 pessoas para um ponto de resgate faltando 6 segundos para o fim de seu tempo e um zumbi miserável reduz sua fila de 1000 pessoas para apenas 18. É o suficiente pra você cair de joelhos no chão chorando “POR QUE DEUS??? POR QUEEEEE?” e, acredite, algumas vezes você vai fazer isso!

Um grande poder que seu monge tem é um tipo de visão de raio-x que lhe permite enxergar os prédios onde estão escondidas as pessoas, que aparecem como manchas verdes. Quanto maior a mancha, maior o número de pessoas escondidas. Enquanto é um poder bastante útil, é também traiçoeiro, pois, enquanto você o usa, os monstros na tela ficam invisíveis, tornando um encontro cara a cara com um globo ocular peludo e mal humorado muito mais provável e assutador!

(visão de raio-x: uma fantasia de todo adolescente!)

(visão de raio-x: uma fantasia de todo adolescente!)

The Last Guy, no entanto, certamente não é um jogo que todos apreciarão, seus gráficos, apesar de servirem ao propósito, não são a oitava maravilha do mundo, sua trilha sonora, no entanto, é bem legal e a sensação que você tem durante as partidas é de “WTF!?” quase todo o tempo, mas, ainda assim, é um jogo que consumirá seu tempo, fará você arremessar o controle na parede mais de uma vez e, com cada sucesso sob pressão, fará com que você se sinta um verdadeiro monge zumbi de capa vermelha dando sangue pela humanidade!

Considerações finais:

Apresentação: Bem executada, simples e eficiente. 9

• Originalidade: O jogo tem um conceito novo e, apesar de usar um POV (point of view) bem antigo, consegue inserir elementos interessantes. A história é bacana e jogar como um monge zumbi sempre é animador! 8

• Gráficos: Os personagens são básicos, mas servem seu propósito, as telas são bem legais e parecem retiradas do Google Earth. 7

Som: Poucas, mas ótimas músicas. Efeitos sonoros old-school também dão um charme extra! 9

Jogabilidade: Há muito mais estratégia do que aparenta. Sair de seu lugar, resgatar as pessoas e levá-las em segurança até os pontos de extração é bem mais complicado do que soa. Zumbis, monstros e o fator tempo contra você fazem esse jogo ser sempre uma corrida frenética pelo futuro da humanidade! 10

Durabilidade: Apenas 1 bilhão de pessoas a serem salvas já seria algo suficiente para fazer o jogo durar muito, junte a isso segredos, pontos e telas escondidas e o jogo parece não ter fim! 10

NOTA: 8,5 – Viciante!


Actions

Information

One response

28 05 2009
NEWS: The Last Guy receberá troféus amanhã « XMBuzz

[…] NEWS: The Last Guy receberá troféus amanhã 28 05 2009 Amanhã o dia realmente promete na PSN, depois do patch para Crash Commando e o Resident Evil Director’s Cut que será colocado a venda, agora a novidade fica por conta dos Trophies que serão adicionados ao viciante The Last Guy, que coincidentemente teve um review feito pelo n0153 aqui no Xmbuzz. […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s




%d bloggers like this: